_____

Bisturi Fashion


sábado, 4 de abril de 2009

Você não precisa ser nenhuma fashionista para saber que a escolha errada da roupa pode evidenciar aquele problema que lhe incomoda. Para não cair nessa armadilha, há duas opções: disfarçar com o modelito certo ou partir para a cirurgia plástica. Qual é a sua escolha?

Por Malu Bonetto

A companhar a moda é algo que a maioria das mulheres adora. Mas existem algumas armadilhas nesse jogo fashion, já que nem sempre o modelo que está em todas as vitrines é o ideal para valorizar o seu corpo. Antes de fechar qualquer compra, vale avaliar se aquela peça é a mais indicada para você, se ela disfarça o defeitinho ou se faz com que ele salte aos olhos. Por exemplo, uma calça cintura baixa fica linda em quem tem um abdômen sequinho, mas não cai nada bem naquela cintura marcada por pneuzinhos, já que eles saltam com facilidade para fora da calça.

Agora, se você não quiser ficar limitada a algumas peças de roupa, a opção definitiva é a cirurgia plástica. Selecionamos alguns probleminhas típicos do corpo feminino e explicamos como lidar com ele, seja na moda ou no bisturi.



Se você tem: Pneuzinho a mais

O que você deve evitar:

Apesar de ser uma peça comum no guarda-roupa feminino, quem tem o pneuzinho saliente precisa evitar a calça de cintura baixa. A explicação é bem simples: por ser baixa, a calça não acomoda a gordurinha em excesso e, assim, o pneuzinho pula para fora, deixando o visual desleixado e pouco elegante.


Roupa que disfarça

A moda, nesse caso, está a favor dessa mulher. Afinal, desde a temporada passada as calças estão com a cintura mais alta, próxima da cintura ou bem abaixo do umbigo. Esse modelo é a melhor escolha, pois não revela a imperfeição, deixando-a bem acomodada na calça.



Solução definitiva

Lipoaspiração

Com a ajuda de uma cânula, o cirurgião plástico faz pequenas incisões na região da cintura e dos flancos e aspira a gordura que estiver em excesso. De acordo com a cirurgiã plástica Patrícia Périssé (RJ), quando a quantidade de gordura a ser retirada é menor, pode-se indicar a técnica da Lipolight, que se diferencia pela cânula usada - nesse caso, ela é mais fina.

Quando a quantidade for maior, são usadas as cânulas mais grossas e tradicionais da lipoaspiração convencional. Vale lembrar que qualquer uma das duas opções deixa cicatrizes bem pequenas, quase imperceptíveis.

•Anestesia: local, quando realizada a Lipolight, e peridual ou geral quando a opção for a lipoaspiração tradicional.

•Pós-operatório: nesse período, é comum surgirem hematomas e edemas na região operada, mas eles regridem com o passar do tempo. É indicado o uso de cinta cirúrgica por 30 dias para reduzir esses sintomas e acelerar o processo de recuperação, assim os efeitos podem ser potencializados com sessões de drenagem linfática. “Eu oriento aumentar a ingestão de proteínas e vitamina c para aumentar a síntese de colágeno e facilitar a cicatrização, ajudando a prevenir a flacidez da pele”, complementa a Dra. Patrícia Périssé. Os exercícios físicos só estão liberados a um mês após a cirurgia.

•Resultados: a mulher ganha um contorno abdominal mais definido é melhorado e a cintura, afinada. É possível ver os resultados nos primeiros dias após a cirurgia, mas o resultado final aparece de seis meses a um ano.

•Preço: de R$ 4 mil a R$ 8 mil.





Se você tem: Celulite no Bum Bum

O que você deve evitar:

Para que a roupa não trapaceie e apareça sob a roupa, a professora de moda Rose Andrade, da Faculdade Anhembi Morumbi (SP), sugere evitar calças com tecidos leves e molinhos, como modal, viscolycra, jersey e seda. Por serem mais “molengas”, esses modelos tendem a marcar mais o corpo e suas saliências. Evite também as opções transparentes e as muito justas, que também marcam demais o corpo e suas imperfeições, quando existem.



Roupa que disfarça

O principal aqui é o tecido, que deve ser encorpado, como a gabardine e sarja. Também vale optar pelos cortes retos ou em alfaiataria, que são mais folgadinhos e não marcam tanto a região


Solução definitiva

descolamento Subdérmico

São feitas pequenas incisões na região por onde será introduzida a Ring Cânula (similar à usada na lipo, mas com uma fina argola na ponta) e, em movimento de vai-e-vem, é feito o descolamento da pele, soltando as fibroses. “A pele fica solta nas camadas profundas, sem a presença das traves de fibrose responsáveis pela celulite”, explica o cirurgião plástico Rodrigo Otávio Carbone (SP). Indica-se para os graus dois ao quatro.

•Anestesia: geral ou peridural.

•Pós-operatório: a paciente pode apresentar hematomas, e edemas na região, mas todos tendem a regredir gradativamente. É preciso fazer repouso nos primeiros dias e não realizar esforço físico por dois meses. Para auxiliar a recuperação, é indicado usar cinta elástica por 45 dias e fazer dez sessões de drenagem linfática.

•Resultados: em alguns casos há melhora quase que total e em outros casos apenas uma melhora discreta”, comenta o Dr. Carbone. Os resultados iniciais podem ser notados em dois meses de cirurgia e os definitivos após nove meses.

•Preço: de R$ 6 mil a R$ 9 mil.




Se você tem: Barriguinha saliente

O que você deve evitar

A maior culpada por estragar as produções nesse caso é a blusinha justa confeccionada com tecidos colantes, como a lycra. Isso porque esse material marca tudo sem piedade e, assim, ressaltam o abdômen que está fora de forma.

Roupa que disfarça

A melhor saída é substituir o top por uma regata mais larga. Para dar uma graça à produção você pode usar um sutiã com alça colorida e até um cinto fino próximo ao quadril.

“É preciso evitar peças justas, mas quando for necessário, pode usar uma calcinha que não marque até a cintura e usar uma blusa ou vestido com tecidos mais encorpado”, revela a Rose Andrade.
Solução definitiva

miniabdominoplastia
O cirurgião faz uma incisão abaixo da linha do umbigo, similar ao corte feito na cirurgia cesareana. Por essa incisão, é retirado o excesso de gordura e pele e o tecido é, então, esticado e reposicionado. A diferença para a abdominoplastia tradicional é a quantidade de pele a ser retirada, que nesse caso é menor. A cicatriz não é pequena, mas fica escondida na linha do biquíni.

•Anestesia: peridual ou geral.

•Pós-operatório: é preciso fazer repouso absoluto na primeira semana. Após esse período, a paciente está liberada para retomar as atividades normais, evitando movimentos bruscos, e aconselha-se fazer sessões de drenagem linfática, com o cuidado de evitar a região da cicatriz, local liberado a partir da segunda semana. Por 45 dias, deve-se usar a cinta elástica.

•Resultados: quando os inchaços regridem, após um mês, já é possível notar uma barriga mais lisinha, mas o resultado definitivo só é notado de seis meses a um ano.

•Preço: de R$ 6 mil a R$ 8 mil.



Se você tem: Culote sobressalente

O que você deve evitar

Aquele tubinho básico precisa ficar fora do guarda-roupas das mulheres que têm o culote avantajado. Isso porque a peça justa só irá marcar mais a região e fazer com que a área pareça ainda maior.

Roupa que disfarça

Você não precisa cortar os vestidos do seu visual, apenas se adaptar ao modelo que irá valorizar seu corpo. A sugestão da professora Rose é optar por vestidos mais soltos, como os cortes evasê e trapézio.



Solução Definitiva

Ultracontour

Esse é um tratamento estético que age por meio do ultrassom e faz as vezes da lipoaspiração, já que a perda de gordura é grande, equivalente à cirurgia. Ele é aplicado na região através de um transdutor que emite ondas que chegam até a camada de gordura e rompem a membrana das células de gordura. “Nesta primeira fase, o transdutor percorre toda a área delimitada, sendo que os disparos são feitos a cada 1cm. A próxima etapa é a eliminação da gordura através da drenagem mecânica que o aparelho faz com os 18 transdutores”, explica a cosmetóloga Suelli Domingues, da clínica Deep laser (SP).

•Sessões: de uma a seis, varia de acordo com o caso.

•Resultados: o resultado final varia, mas em média é possível perder de dois a quatro centímetros por sessão, com resultados já na primeira.

•Preço: R$ 750, cada sessão.

Fomte: Revista PLÁSTICA E BELEZA

- -

1 comentários:

Raquel disse...

Claro....
Como quer fazer essa parceria?
bjos